Copa Verde: CBF ainda não confirma realização do torneio em 2019

Foto: Divulgação/CBF

Por Danilo Queiroz

A incerteza ainda é o maior empecilho quando o assunto é a Copa Verde. Criada em 2014 para reunir times das regiões Centro-Oeste e Norte (posteriormente o Espírito Santo também enviaria representante), a competição ainda não está garantida na temporada 2019. Organizadora do torneio, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda busca vencer os principais problemas.

O maior deles, no momento, é garantir o apoio de um patrocinador para viabilizar os custos da competição que tem como principal marca a adoção de práticas com o viés ecológico. Até 2018, o principal parceiro era o Esporte Interativo. Com a saída do canal de televisão, a competição passou a correr risco e ficou de fora do início da temporada, quando era disputada.

Procurada pela reportagem do Distrito do Esporte para comentar os rumos da competição, a CBF se posicionou em nota oficial e não garantiu a continuidade da Copa Verde na temporada de 2019. Segundo a entidade máxima do futebol brasileiro, a Diretoria de Competições "está definindo a questão" e não trabalha com prazos. A organização estuda, inclusive, uma mudança no formato do torneio.

Nos últimos dias, um possível novo formato da competição foi ventilado: no modelo, os 16 clubes participantes seriam distribuídos em quatro grupos com quatro equipes cada. Até 2018, a Copa Verde foi disputada com os participantes brigando pelo título no formato mata-mata, contando com uma primeira fase e, posteriormente, das oitavas até chegar à grande final.

Na edição de 2018 de torneio regional, a entidade máxima do futebol brasileiro distribuiu R$ 910 mil em premiação aos 16 participantes. Campeão do torneio, o Paysandu embolsou cerca de R$ 275 mil. Além das premiações aos clubes, a Copa Verde também tem como gastos as taxas referentes ao envio de arbitragem para os estádios.

Ainda em compasso de espera, Sobradinho e Brasiliense observam atentamente cada movimentação envolvendo a realização, ou não, da Copa Verde em 2019. Atuais campeão e vice-campeão do Campeonato Candango, o Leão da Serra e o Jacaré garantiram em campo o direito de representar o Distrito Federal na competição.

Postar um comentário

0 Comentários