Formosa e Real ficam no zero e se distanciam dos líderes do Candangão

Foto: 23Ascom/Divulgação/Real

A sina do domingo de Campeonato Candango era mesmo não ter bola na rede. Depois de Taguatinga e Ceilândia ficarem no zero pela manhã no estádio Serejão, Formosa e Real entraram em campo durante a tarde e também não conseguiram balançar as redes. Assim como no duelo de mais cedo, a igualdade não foi nada bom para os times, que se distanciaram da ponta do Candangão.

Contando com a força da torcida a favor, o Formosa tratou de tomar a iniciativa em busca de abrir o marcador. Logo nos primeiros minutos, o atacante Jean Bala mandou uma boa para o gol e obrigou o goleiro Léo Rodrigues a trabalhar. Apesar de ter criado outras oportunidades, o Tsunami do Cerrado esbarra nos próprios erros no momento de finalizar as jogadas.

Aos 30 minutos, Jessui teve outra boa chance de inaugurar o placar. Porém, depois de receber bom passe dentro da grande área, o jogador alviverde não conseguiu se desvencilhar e acabou finalizando em cima da marcação. Já o Real optou por tentar se defender do ataque goiano e pouco criou na primeira etapa. Com isso, os dois times foram para o vestiário no 0 a 0.

Na segunda etapa, o Formosa voltou com o mesmo ímpeto em busca do gol. Um pouco mais solto do que no primeiro tempo, o Real também tentava chegar em alguns lances. Tanto o Tsunami do Cerrado quanto o Leão do Planalto criaram oportunidades nos 15 minutos iniciais, mas acabaram pecando na pontaria na hora de acertar o gol.

O lance de maior importância (e polêmica) do jogo no estádio Diogão aconteceu apenas nos acréscimos do segundo tempo. Depois de bola levantada na área em cobrança de falta, o time alviverde conseguiu empurrar a bola para o fundo da rede. Entretanto, a equipe de arbitragem da partida acabou marcando impedimento, para revolta da torcida local, mantendo o zero no placar.

Na quinta rodada do Campeonato Candango, o Formosa vem até o Distrito Federal no domingo (17/2) para medir forças com o Sobradinho, no estádio Augustinho Lima, às 11h. Já na segunda-feira (18/2), será a vez do Real receber o desesperado Santa Maria, às 15h30, no Estádio Nacional Mané Garrincha.

            
ESTÁDIO DIOGÃO
10 de fevereiro de 2019
Público: 1.009 - Renda: R$ 7.370,00

FORMOSA 0
Matheus; Glauber, Elton, Paganelli e Aelson; Roque Neto (Alandelon), Foguinho, Juninho Arinos e Rato; Jessuí (Neiva) e Jean Bala

Técnico: Heli Carlos

REAL 0
Léo Rodrigues; Luan, Hyago, Wesley e China; Graxa, Andrei Alba (Robinho), Rangel (Serginho) e Felipe Cirne; Roger Gaúcho e Daniel (Pedrinho)

Técnico: Paulo Pereira

Postar um comentário

0 Comentários