Em jogo com muitas chances perdidas, Brasiliense e Real empatam em 0 a 0

Apesar das chances criadas, as equipes não conseguiram balanças as redes.

Foto: Mayara Alves/Distrito do Esporte

Por João Marcelo

O primeiro duelo da terceira rodada colocava de frente duas equipes candidatas às melhores colocações no campeonato, Brasiliense e Real. A equipe amarela vinha de duas vitórias, contra Santa Maria e Taguatinga. Do lado azul, um empate contra o Ceilândia e uma vitória sobre o atual campeão Sobradinho. Na terceira partida do "novo" Serejão, um empate em zero a zero, frusta os planos das duas equipes.

A partida começou com muito estudo por parte das equipes, com o Brasiliense pressionando um pouco mais do que o Real. Logo nos primeiros minutos, uma perda para o Leão do Planalto, o zagueiro Eduardo José se contunde e em seu lugar entra Wesley. Com dificuldade em criação pelo solo, os times começaram a apostar em jogadas aéreas. Porém, continuaram sem êxito nas finalizações.

O lance com mais perigo da primeira etapa ficou por conta do atacante Daniel Guerreiro, do Real Futebol Clube. O centroavante puxou contra-ataque e arriscou um forte chute de longa distância, mas Edmar Sucuri espalmou com segurança. Após este lance, o Brasiliense acordou para a partida e foi mais efetivo no ataque. Os laterais Gleissinho e Alex Murici tentaram achar Reinaldo diversas vezes em bola aérea, mas o centroavante do Jacaré nada pôde fazer.

A volta para o segundo tempo já começou com mudança. O técnico Paulo Pereira tirou Graxa e pôs Robinho. E foi o Real quem tomou a iniciativa, em um cruzamento perigoso na pequena área, Daniel Guerreiro se antecipou a Lúcio e por pouco faz o que seria o primeiro gol da partida. Perdendo o meio-campo, o técnico Adelson de Almeida sacou Almir e colocou Luquinhas em seu lugar. No primeiro lance, ele limpou a marcação e bateu pro gol, mas a bola tomou uma curva e saiu longe do gol.

Com os times querendo a vitória, os espaços começaram a surgir. O Brasiliense chegou com perigo em um ataque de Luquinhas, parando em Léo Rodrigues. Logo após, Michel Platini quase fez de carrinho, mas não conseguiu chegar na bola. E por fim, em um lance bem confuso na pequena área, a bola sobra novamente para o centroavante, que chuta forte, mas a bola sobe demais e o camisa 11 do Brasiliense perde uma chance incrível. Fim de partida, um ponto para cada.

Na próxima rodada, o Brasiliense viaja até Minas Gerais para encarar o Paracatu, no estádio Frei Norberto às 16:30 de sábado (09). O Real também tem viagem marcada, mas para Goiás, onde enfrentará o Formosa no estádio Diogão. A partida será no domingo (10) às 17:00. Com o empate, o Jacaré chega ao seu sétimo ponto e continua na liderança, mas pode ser ultrapassado por Gama e Formosa. O Real conquistou seu quinto ponto e fica na terceira colocação.

Brasiliense 0 x 0 Real - 3ª rodada
Local, data e hora: Serejão, 2 de fevereiro às 16:15
Público: 846 pagantes
Renda: R$ 4.650,00

BRASILIENSE FUTEBOL CLUBE

Escalação: Edmar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badhuga, Gleissinho; Geovane (Erick Flores), Emerson, Peninha, Almir (Luquinhas); Romarinho e Reinaldo (Michel Platini).

Técnico: Adelson de Almeida

REAL FUTEBOL CLUBE

Escalação: Léo Rodrigues; Luan, Hyago, Eduardo José (Wesley), China; Graxa (Robinho), Andrei Alba, Serginho, Filipe Cirne, Roger Gaúcho; Daniel Guerreiro (Igor Balotelli).
Técnico: Paulo Pereira

Postar um comentário

0 Comentários