Dominante, Universo/Brasília ganha do Joinville e engata a segunda no NBB

Arte: Danilo Queiroz/Distrito do Esporte

A quinta-feira (28/2) de basquete no Distrito Federal beirou a perfeição. Além do Cerrado Basquete vencer e embalar na Liga Ouro, o Universo/Brasília também triunfou, engatou a segunda marcha, e segue se recuperando no Novo Basquete Brasil (NBB). Jogando no Ginásio da AsCEB, a franquia brasiliense recebeu o Joinville por 98 a 90 e continua muito perto dos play-offs do torneio.

Apesar de ter vencido a partida com certa tranquilidade, o primeiro quarto de partida na 904 Sul indicou um panorama bem diferente. Mesmo com os primeiros minutos marcados pelo equilíbrio, o Joinville conseguiu se desgarrar no marcador e construir uma pequena vantagem. No fim da parcial inicial de jogo, os catarinenses venciam por 29 a 23.

Porém, foi no segundo período da partida que os brasilienses começaram a construir a vitória sua segunda vitória seguida no NBB. Aproveitando seguidos momentos de apagão da equipe visitante, o Universo/Brasília se impôs na partida e tratou logo de tomar a frente do marcador. Mais consistência, o time da casa desceu para o vestiário vencendo por 45 a 40.

Na volta do intervalo, as duas equipes voltaram a apresentar um grande equilíbrio dentro de casa. Mesmo com a vantagem no placar, os brasilienses não conseguiram mais propor a partida e viram os catarinenses empatarem o jogo em 61 a 61. Mais concentrados, os comandados do técnico André Germano voltaram a impor o ritmo até construir nova vantagem e colocar 75 a 67 no marcador.

Quando os últimos dez minutos começaram a correr no cronômetro da AsCEB, o Universo/Brasília voltaram com tudo e conseguiram aumentar ainda mais a vantagem. Faltando cinco minutos para o fim de jogo, o placar chegou a marcar 87 a 72 para o time da casa. Precisando vencer, o Joinville até esboçou uma reação, mas controlando o jogo, o time brasiliense fechou a partida em 98 a 90.

Comandando o Universo/Brasília na partida, o ala Arthur foi o grande nome do time ao anotar 21 pontos, quatro rebotes e três assistências. Apesar do bom desempenho do camisa 4 do time brasiliense, o cestinha da partida foi o americano Ahmad Starks, do Joinville, com 27 pontos e três rebotes na partida.

Postar um comentário

0 Comentários