Brasília Vôlei perde Fluminense e se complica de vez na Superliga Feminina

Arte: Danilo Queiroz/Distrito do Esporte

Por Danilo Queiroz

Na noite desta terça-feira (26/2), a equipe do Brasília Vôlei entrou no Ginásio do Sesi, em Taguatinga, para jogar a vida na Superliga Feminina de Vôlei. No último confronto em casa, a equipe da capital federal recebeu o Fluminense na desagradável luta contra o rebaixamento na competição nacional. Mesmo com bons momentos no jogo, as meninas brasilienses acabaram sendo derrotadas por 3 a 1 e o sinal vermelho passou a soar mais forte.

Com as duas equipes dividindo o comando da partida, o primeiro set da decisiva partida foi marcado por bastante equilíbrio. Com as tricolores mantendo a ponta em alguns momentos, o time do Brasília Vôlei precisou correr atrás do prejuízo. Sempre se recuperando, as brasilienses passaram a apostar no efetivo bloqueio para tomar à frente. Mesmo chegando ao match-point, as cariocas insistiam em reagir. Porém, Angélica fez questão de fechar o set em 27 a 25 para as donas da casa.

Na segunda etapa do duelo, o Fluminense voltou ligado e aproveitou uma a desatenção das brasiliense para abrir seis pontos no placar. Porém, contando com alguns erros das tricolores, o Brasília Vôlei voltou à partida e começou a tirar a diferença até empatar a parcial. Com o equilíbrio seguindo até a reta final, as tricolores conseguiram abrir nova vantagem até fechar o set em 25 a 21 e empatar o jogo em 1 a 1.

Antes mesmo do terceiro set, o Brasília sofreu baixa ao perder Mimi Sosa com dores na lombar. Dentro de quadra, o Flu conseguiu abrir nove pontos no início. Sem poder de reação, as brasilienses não ofereceram trabalho para as tricolores, que conseguiram manter a diferença praticamente durante toda a parcial. Administrando a grande vantagem, as visitantes encerraram a parcial vencendo por 25 a 14 e viraram a partida para 2 a 1.

Na quarta parcial, o equilíbrio voltou a ser a principal marca do jogo. Porém, com 5 a 5 no marcador, as cariocas voltaram a se destacar e abrir vantagem de quatro pontos. Com poder de reação, as brasilienses igualaram o marcador em 12 a 12. Novamente melhores no jogo, as meninas cariocas voltaram a se manter na frente do placar e abrir nova vantagem do cinco pontos até se encaminhar para fechar o set por 25 a 16 e vencer o jogo por 3 sets a 1.

Agora, as brasilienses terão mais dois compromissos fora de casa para tentar a reação e salvar o Brasília Vôlei do rebaixamento na Superliga Feminina de Vôlei. O próximo compromisso será em 8 de março contra o Hinode Barueri, em Baurueri (SP). Em 15 de março, a última aparição das brasilienses na competição nacional também será em terras paulistas contra o Osasco/Audax, em Osasco (SP).

Postar um comentário

0 Comentários