Classificação histórica para Legião e fim melancólico para Ceilândia na última rodada da Copinha

Legião faz história e Ceilândia dá adeus na Copinha

Arte: João Marcelo/Distrito do Esporte

Por João Marcelo

A Copa São Paulo de Futebol Júnior chegou à fase final de classificação, para os clubes brasilienses, nesta quarta (09/01). No Grupo 1, o Ceilândia já chegou eliminado depois de duas derrotas. O outro representante do Distrito Federal, Legião, precisava de um empate para seguir na competição. O Gato Preto tinha a Ponte Preta pela frente e sofreu uma impiedosa goleada. O Time do Rock perdeu por 1 a 0 para o Mirassol, mas conseguiu a classificação.

O Ceilândia foi a primeira equipe brasiliense a entrar em campo. Vinha de duas derrotas para Ceará (2 a 1) e para o dono da casa, Andradina (3 a 0). O último adversário na Copinha, a Ponte Preta, tinha grandes chances de classificação e por isso não poupou esforços para garantir. Todos os cinco gols da Macaca saíram no primeiro tempo, Lyncon aos 23, Vitor Sales (contra) aos 25 e o hat-trick de Vinícius aos 34, 36 e 44. Kennedy descontou para os brasilienses aos 45.

Em Osvaldo Cruz, o Legião chegou precisando de um empate para prosseguir. O time brasiliense e o Mirassol dividiam a liderança com quatro pontos e chegariam a cinco se o placar não fosse alterado,  combinação safaria os dois clubes. A vitória do Mirassol, por um a zero, preocupou a equipe candanga. Mas a vitória do Atlético-GO por 2 a 1 sobre o Osvaldo Cruz não foi suficiente para tirar a vaga do Leão, que ficou com saldo 1 positivo contra 2 negativo dos goianos.

Com os resultados, o Gato Preto terminou sua participação na lanterna do grupo com nenhum ponto conquistado, dois gols feitos e dez sofridos. O Leão do Rock conseguiu a histórica classificação para segunda fase com uma vitória, um empate e uma derrota com dois gols feitos e apenas um sofrido. Na segunda fase, o time comandado por Marquinhos Carioca enfrentará o tradicional Athlético em local, dia e horário ainda a serem definidos.


Postar um comentário

0 Comentários