Empresa parceira do alviverde chegou a fazer proposta de R$ 4 milhões anuais ao Imperador
Foto: Reprodução da Internet

O mercado da bola do Distrito Federal ficou bastante movimentado durante o último domingo, quando um site carioca apontou um possível interesse do Brasiliense no futebol do atacante Adriano Imperador. Nesta segunda-feira (03/12), o clube amarelo jogou água fria na hipótese e tratou de desmentir qualquer tipo de negociação para contar com o futebol do jogador. Entretanto, dois anos atrás era o Gama quem fazia investida no futebol do centro-avante.

O atual rumo da chegada do Imperador ao Jacaré foi formulado com características parecidas da investida gamense. Em janeiro de 2016, o clube alviverde chegou a elaborar um projeto para contar com Adriano durante a disputa do Campeonato Candango daquela temporada. Na época, uma empresa investidora da Suíça estava dando aporte financeiro para que fosse possível trazer o atacante para o Ninho do Periquito.

O alviverde chegou a utilizar seu site oficial e as contas em redes sociais para divulgar uma nota confirmando uma proposta por Adriano de R$ 4 milhões por temporada. O então presidente do Gama, Antônio Alves do Nascimento, chegou a comentar o interesse no futebol do Imperador, mas jogou a responsabilidade da concretização do negócio para a parceira suíça, dizendo que era ela quem estava à frente da negociação com o intuito de lucrar com vendas de camisas do jogador.

Além da vantajosa oferta financeira, outro trunfo gamense utilizado na época para seduzir o atacante foi técnico italiano Amedeo Mangone, que estava no Gama no momento da negociação. O treinador já conhecia o Imperador do tempo em que o centroavante jogou pelo Calcio. Assim como hoje, o centro-avante não disputava uma partida oficial desde abril de 2014, quando deixou o Atlético Paranaense.

"Interesse" do Brasiliense foi levantado por site carioca


No último domingo (02/12), o site Esportes 24 Horas causou um alvoroço na mídia nacional ao divulgar uma entrevista com o empresário Luis Nunes, a quem creditaram como consultor esportivo do Brasiliense, dizendo que o clube amarelo havia iniciado negociações para contar com o futebol de Adriano Imperador. Vários sites esportivos nacionais, como a ESPN, também bancaram a informação veiculada pelo portal carioca.

Ao site, o empresário afirmou que Adriano era o sonho de consumo para vestir a camisa 10 amarela. "Há um interesse nele, sim, mas tudo está sendo tratado com muita cautela pelo Brasiliense. O clube desenvolveu um projeto para ter o Adriano como a grande estrela do time na próxima temporada", teria dito Nunes em contato com os jornalistas cariocas. Com base na afirmação, o clube amarelo se movimentou para abafar os rumores sobre a contratação do Imperador.

Nesta segunda-feira (03/12), o Jacaré tratou de desmentir qualquer tipo de interesse no atacante através de seu site oficial. "Todas as informações divulgadas na matéria são inverídicas, não há nenhuma negociação com o Adriano e o atleta não está no planejamento da equipe para a temporada 2019", frisou o Brasiliense. O gerente de futebol Jean Cláudio também negou de forma categórica, dizendo que sequer conhece o susposto empresário.