Foto: Ana Flávia Dalla/Distrito do Esporte

Por Danilo Queiroz

Depois de vencer duas partidas seguidas na Superliga feminina de Vôlei, o Brasília Vôlei voltou à quadra do Ginásio do Sesi, em Taguatinga, na noite desta sexta-feira para jogar contra o São Caetano em partida válida pela 6ª rodada da competição nacional. O jogo contou com diversos momentos de equilíbrio e precisou do tie-break até o time da capital federal vencer por 3 a 2 com parciais de 20 x 25, 25 x 20, 15 x 25, 25 x 21 e 15 x 7, emplacando um "hat trick" de vitórias no torneio.

O jogo já começou frenético, com um rally de 53 segundos de duração que culminou em ponto das visitantes. Depois de uma sequência de equilíbrio com os times trocando pontos, o time de São Caetano aproveitou os erros brasilienses para abrir margem de três no marcador. Com o time da capital federal estando em uma parcial pouco inspirada, as paulistas continuaram impondo seu ritmo - e contando com a sorte em alguns lances - até fechar o set em 25 x 20 em 25 minutos.

Mais ligado na segunda parte do jogo, o Brasília Vôlei entrou forte abrindo 5 a 0. Porém, mostrando poder de reação, o São Caetano tomou a frente no placar com sete pontos seguidos, fazendo o técnico Hairton Cabral paralizar o jogo, fazendo com que as brasilienses apresentassem melhora. Com os times alternando bons momentos na sequência, a equipe da capital federal conseguiu tomar as rédeas do set empurrada pela torcida e, ponto a ponto, vencer a parcial por 25 x 20 em 30 minutos.

A terceira parcial do confronto começou com o mesmo equilíbrio que já havia aparecido em outros momentos do jogo. Com diversos rallys, as equipes se alternavam colocando a bola no chão. Depois do décimo ponto, as paulistas conseguiram confortável vantagem ao emplacar quatro pontos seguidos. Na sequência, o São Caetano precisou apenas controlar o ímpeto de reação do Brasília Vôlei para voltar a frente do placar geral vencendo o set por 25 x 15 em 24 minutos.

Precisando da reação para permanecer vivo no jogo, o time brasiliense começou o 4º set tentando dominar as ações, mas, com as paulistas também concentradas, os pontos variavam entre as equipes. Em uma sequência inspirada, as brasilienses tomaram a frente abrindo três pontos. A partir daí, as comandadas do técnico Hairton Cabral tiveram tranquilidade para controlar uma possível reação paulista. Forçando o tie-break, o Brasília Vôlei venceu a parcial por 25 x 21 em 26 minutos.

Na parcial decisiva, o Brasília Vôlei colocou as duas primeiras bolas no chão. Empurradas pela torcida, que vibrava bastante a cada ponto, as meninas da capital federal continuaram abrindo margem, chegando a colocar 5 a 1 no marcador. Demonstrando bastante vontade de levar a vitória, o time brasiliense continou impondo forte ritmo, brecando qualquer reação paulista. Por fim, a equipe local fechou o tie-break em 15 x 7 e o jogo em 3 sets a 2 para delírio dos torcedores presentes.

Para terminar o ano na Superliga Feminina de Vôlei, o Brasília Vôlei terá que atuar longe do Distrito Federal em duas partidas. Em 11 de dezembro, às 20h30, as brasilienses vão até o Ginásio Panela de Pressão, em São Paulo, para encarar o Sesi Vôlei. Dez dias depois, o time da capital viaja até o Rio de Janeiro para medir forças com a equipe do Fluminense no Ginásio da Hebraica, localizado na capital carioca, no último compromisso de 2018.