Após empate por 1x1 no tempo normal, a Coruja superou a Águia nos pênaltis por 5x4 e garantiu a vaga na elite com taça

Foto: Gabriel Caetano/Capital C.F.

O Capital é o campeão da Segunda Divisão do Campeonato Candango de 2018. Em jogo disputado no estádio Bezerrão, no Gama, na manhã deste sábado (29/09), o time celeste garantiu o título invicto da divisão de acesso local. Além da taça, a Coruja garantiu vaga na primeira divisão do Distrito Federal em 2019. O Taguatinga, que ficou com o vice da Segundinha, também disputará a elite do futebol candango na próxima temporada.

CLIQUE AQUI E BAIXE O POSTER DO CAPITAL CAMPEÃO

O início da partida foi marcado por uma busca incessante do Taguatinga pelo gol. Nos primeiros dez minutos de jogo, o TEC teve ao menos três oportunidades que levaram perigo ao gol defendido pelo arqueiro Matheus Lorezo. Na melhor delas, Tarta arriscou um belo chute de fora da área e obrigou o goleiro celeste a fazer uma grande defesa.

O Capital acordou e teve sua primeira chance aos 23 minutos, quando Wisman recebeu grande bola pela direita do campo de jogo e chutou com força, fazendo a bola passar perto da trave do goleiro Edmar Sucuri. Aos 42, Jobson desperdiçou outra grande oportunidade. Após receber boa bola de Wisman, o camisa 7 celeste errou a pontaria e chutou para fora.

No segundo tempo, os dois times balançaram a rede adversário. Aos 11, o Taguatinga tirou o zero do placar com Tarta, que receber bom lançamento e bateu cruzado para abrir o placar. Mesmo em desvantagem, o Capital não sentiu o gol e igualou seis minutos depois. Após cruzamento na grande área, Wisman cabeceou. Sucuri fez boa defesa, mas, no rebote, o pequenino Dougão aproveitou para deixar as equipes empatadas.

O jogo continuou equilibrado e as duas equipes ficaram à espera do erro do adversário para matar o placar, mas o empate persistiu, obrigando a prorrogação. Com mais posse de bola, o Taguatinga voltou a ter grande chance. A bola foi levantada na área em direção a Shaolin, que teria o gol aberto, mas João Magalhães chegou na hora certa para evitar o gol que poderia dar números finais ao duelo decisivo. Sem novos gols, a taça foi decidida nas penalidades.

Matheus pega dois e leva a taça para o Capital


O confronto colocava o goleiro Edmar Sucuri, do Taguatinga, em mais uma final local decidida nas penalidades. Conhecido como grande pegador de pênaltis, o arqueiro defendia o Brasiliense na final do Candangão e não conseguiu evitar a cobrança do Sobradinho. No fim, a história se repetiria, e o camisa 1 novamente seria superado pelo goleiro rival.

Sucuri saiu na frente na série sendo o primeiro a defender um tiro adversário. Porém, pulando no canto certo em todas as bolas, o goleiro Matheus Lorenzo defendeu outras duas cobranças de jogadores da Águia e garantiu a vitória nas penalidades por 5x4 e a conquista invicta da Segundinha para o Capital, que terminou o torneio de acesso ao Candangão 2019 sem ser derrotado em nenhuma partida.