Com fim de contrato se aproximando, Reinaldo anuncia saída do Brasiliense

Reinaldo ficou 18 meses em Brasília. Em fevereiro, o atacante revelou a intenção de se aposentar ao fim da atual temporada
 Foto: Divulgação/Brasiliense
O atacante Reinaldo não continuará jogando no Brasiliense na próxima temporada. Na tarde desta quarta-feira, o camisa 11 do Jacaré anunciou em sua conta oficial no Instagram que não permanecerá no clube de Taguatinga em 2019. 

O jogador tinha contrato com o time amarelo até dezembro de 2018. Como a equipe não entra mais em campo nesta temporada, jogador e clube resolveram encerrar o vínculo. "Venho comunicar a quem me acompanha que meu ciclo no Brasiliense acabou. Gostaria de agradecer ao clube, aos torcedores e comissão por esses dois anos", disse o jogador no vídeo publicado. 

Reinaldo chegou ao Brasiliense em fevereiro de 2017. No clube, o jogador de 39 anos ganhou o Campeonato Candango de 2017. Antes da final do Candangão desse ano, em que o time amarelo ficou com o vice-campeonato ao perder a taça para o Sobradinho, o atacante havia afirmado que este seria o último ano de sua carreira como jogador profissional.


"Fiz 39 anos em março, mas estou correndo que nem um garoto de 20. Ainda me sinto bem jogando, mas acho que tudo tem sua hora, a hora chega para todo mundo. Espero cumprir até o fim, jogar a Série D e subir para a Série C, para fechar minha carreira vitoriosa", disse ao jornal carioca Lance!.

Antes de chegar ao Brasiliense, o experiente atacante estava no futebol da Índia, onde defendia o FC Goa, comandado por Zico. O time amarelo foi o 20º clube de sua carreira. Fora do país, o atacante também teve passagem de duas temporadas pelo Paris Saint-Germain (2003 a 2005), além de ter defendido times de Japão, China, Coreia do Sul e Arábia Saudita.

As principais conquistas do atacante na carreira profissional são os título da Copa Mercosul (1999) e o tricampeonato carioca pelo Flamengo (1999 a 2001), o Paulistão de 2002 pelo São Paulo, e a Copa da França pelo Paris Saint-Germain (2003-2004).

Postar um comentário

0 Comentários