Atacante Batata recebe grandes nomes do futebol em prol de seu filho Guilherme

Craques como Baiano, Lúcio, Héverton e Jobson estiveram presentes no amistoso que arrecadou rifas para o tratamento de Guilherme
Foto: João Marcelo/Distrito do Esporte
Por Danilo Queiroz e João Marcelo

O sábado (14/07) foi de bastante solidariedade no futebol do Distrito Federal. Durante a tarde, o atacante Wilkerson Batata, ex-Botafogo-DF, Brasília e Ceilândia, levou à campo diversos nomes conhecidos do esporte local, como Lúcio, Jóbson, Baiano, Mário Fernandes, Rafinha e Héverton em um jogo beneficente que visava a arrecadação de fundos para o Guilherme, filho do atacante que esta travando uma luta contra a leucemia. A partida promoveu rifas de camisas do Palmeiras, Santos, Gama, Brasiliense, Ceilândia e Confiança.

Diversos amigos do jogador compareceram ao Clube da Assefe, no Setor de Clubes Sul, para prestigiar Batata. Antes de qualquer coisa, o atacante fez questão de relembrar o grande nome da festa: seu filho Guilherme, de três anos. "Eu quero agradecer a Deus por esse dia e a estrela de hoje, que foi meu filho. Também quero fazer agradecimentos ao Rodolfo que tomou a iniciativa e a todos que compareceram", disse o jogador.

Batata demonstrou bastante felicidade com o resultado do amistoso. "A estrela de hoje foi meu filho"
Foto: João Marcelo/Distrito do Esporte
Batata também expressou gratidão aos atletas que reservaram a tarde de sábado para prestigiar o pequeno Gui. "Preciso agradecer as estrelas que vieram aqui. Em 2002 eu estava correndo atrás do Lúcio e hoje ele pode estar aqui jogando minha pelada. O Jóbson, Baiano, entre outros... são tantas pessoas que se eu fosse falar, demoraria um dia inteiro. Que Deus possa abençoar cada um", ressaltou o atacante antes de comentar o inusitado gol contra de pênalti que marcou no amistoso. "Deram um jeito de eu deixar meu gol, mas o importante foi a confraternização", finalizou aos risos.

Um dos convidados da festa, o pentacampeão do mundo Lúcio enalteceu o objetivo do evento. "Foi muito bom poder ajudar, brincamos, revemos os amigos, mas sabíamos que a causa era justa e viemos para apoiar", disse o zagueiro que jogou a Série D do Campeonato Brasileiro pelo Brasiliense. Com o clima de descontração, o defensou aproveitou para testar suas habilidades no ataque do seu time. "Joguei lá na para brincar, descontrair e ficou bem interessante", destacou o zagueiro-atacante, que ainda mandou força para o filho de Batata. "Se Deus quiser tudo dará certo e o Guilherme vai conseguir se recuperar".


Récem-chegado a Brasilia, o atacante Jóbson, que assinou contrato por três temporadas com o Brasiliense, contou que amenizou a rotina de treinos em período integral que vem cumprindo no time amarelo para agraciar Batata. "É uma superação. A gente está torcendo para que o Guilherme fique bem o que pudermos ajudar em solidariedade vamos fazer. Eu tenho um filho da mesma idade, então, ficamos na torcida para dar tudo certo e vamos continuar na oração", destacou Jóbson. 

No fim dos dois tempos de 35 minutos, o placar da festividade ficou totalmente em segundo plano, tanto que nenhum dos convidados de Batata deve lembrar o resultado do marcador do amistoso. A vitória na tarde do sábado de Brasília foi totalmente de Guilherme, que ganhou o carinho de todos os presentes e o desejo de muita força para uma pronta recuperação.

Postar um comentário

0 Comentários