Ataque da Águia x Defesa do Leão: Paracatu e Real colocam forças à prova no Candanguinho 2018



Por João Marcelo

Melhor ataque x segunda melhor defesa da competição, esse é o panorama da partida entre Paracatu e Real. A equipe mineira compôs o grupo A e passou em segundo lugar, com três vitórias e dois empates. O status de melhor ataque vem de uma média impressionante de gols: 3 por partida. Se o Paracatu vem com um impiedoso ataque, o Real tem uma defesa sólida. O Leão sofreu apenas dois gols nas cinco partidas que fez. A equipe brasiliense continua firme na manutenção do título.


O time mineiro conta com um poderoso ataque e mostrou isso na última partida quando aplicou uma vasta goleada de 7 a 2 sobre a equipe do Bolamense. Perdendo posição no grupo apenas para o Legião, o Paracatu se classificou como a quarta melhor campanha e pelo regulamento enfrenta o quinto colocado geral: Real. Técnico e jogadores mostram otimismo em passar de fase, mas reiteram que precisam ter cuidado com o adversário, pois são os atuais campeões da competição. 


"A primeira fase foi boa para a equipe, fizemos placares elásticos e bons jogos. Isso é fruto do trabalho junto com a diretoria e comissão, sempre muito bem feito", diz Pedro Guirra, volante do Paracatu. O jovem jogador sabe das dificuldades que virão e mantém os pés no chão quando se refere à segunda fase. "Essa fase é bem difícil, o nosso adversário é o atual campeão. Assim como todos os outros times, também queremos chegar na Copa São Paulo. Uma competição muito boa, mostra muitos talentos e uma vitrine para nós jovens jogadores. Eu joguei uma e sei o quanto são complicados os jogos", completa o volante. 


Para o treinador do Paracatu, Wesley Brasília, o equilíbrio foi a palavra-chave do grupo: "Achei um grupo muito disputado, chegamos na última rodada com quatro dos seis clubes com chances. A nossa equipe estava invicta e mesmo assim corremos risco de ficar de fora." O comandante do time ainda lembrou que tudo começa do zero a partir de agora e quer atenção de seus garotos. "Espero que nosso grupo faça um bom mata-mata, reuni o grupo e pedi foco. Alertei que agora é um novo campeonato e que não pode faltar atenção, é foco total!", falou o compenetrado técnico da Águia.

O técnico, Wesley Brasília, pede foco de sua equipe.
Foto: Arquivo Pessoal/Wesley Brasília

Pelo lado do Real, a lembrança da classificação em um grupo extremamente parelho. "Nossa chave era a mais difícil, o último jogo ainda dependíamos da vitória para selar a classificação. Tirando o Capital, todas as equipes pontuaram bem e mostrou muito equilíbrio na chave. Porém conseguimos o objetivo que era a classificação e isso mostra que nos tornamos mais fortes para seguir", disse Jean Paulista, técnico do Real. Sobre o mata-mata, relembrou que por pouco não ficaram com a vantagem nos dois jogos. "Por conta do saldo de gols não ficamos na frente do Paracatu, mas acredito que o jogo será igual. Espero que no domingo possamos sair vencedores desse "primeiro tempo" da nossa partida, abrir vantagem e manter o objetivo de ir à São Paulo", completou o treinador do Leão.

Jean Paulista conseguiu levar seu clube a segunda fase da competição em um grupo bem equilibrado.
Foto: Arquivo Pessoal/Jean Paulista

Mantendo o discurso de seu treinador, o atacante Felipe Frigo falou um pouco sobre a fase inicial. "Foi bem complicada, apesar de não termos perdido nenhum jogo. Os adversários estavam bem treinados e organizados, mas nossa equipe soube administrar as situações, ser decisiva e seguindo sempre o que nosso treinador Jean propunha." O atacante ainda pediu foco da equipe nas quartas: "É uma fase que exige atenção, apesar de ser ida e volta, pode ser decidida em apenas um jogo. Nosso professor está trabalhando nisso e nós estamos trabalhando bem para chegar no jogo e fazer um bom resultado", finalizou o jovem atacante.

O atacante do Leão, Felipe Frigo, acredita na classficação do clube.
Foto: Arquivo Pessoal/Felipe Frigo
A primeira partida das equipes será no domingo (1) às 15h no estádio Serra do Lago, em Luziânia (GO). O jogo de volta está programado para o domingo posterior ao jogo de ida, 8 de julho. O horário será meia hora mais tarde que o primeiro, 15:30, e acontecerá no estádio Beira-Rio, localizando em Paracatu (MG). Quem passa nesse confronto? O poderoso ataque mineiro ou a forte defesa brasiliense?

Postar um comentário

0 Comentários