O que a primeira fase diz sobre os confrontos de quartas de finais do Candangão


Os confrontos das quartas de final já estão decididos! Após o fim da 11ª rodada, todos os classificados confirmaram suas posições na tabela do Campeonato Candango e conheceram seus adversários na primeira etapa de mata-mata do torneio local. Levando em conta o desempenho de cada equipe na primeira fase, o Distrito do Esporte fez um balanço do que os torcedores podem esperar dos confrontos

De acordo com o cruzamento definido pelo regulamento da competição, o vencedor de Sobradinho x Real, enfrentará o vencedor de Ceilândia x Formosa, assim como o vencedor de Gama x Luziânia, enfrentará o vencedor de Brasiliense x Paracatu. Nesta fase, Gato Preto, Alviverde, Leão da Serra e Jacaré foram beneficiados com a vantagem de jogar por dois resultados iguais para avançar para as semifinais.


Destoante. O jogo entre o Gato Preto e o Tsunami do Cerrado colocará frente à frente dois times bastante opostos no quesito bola na rede. O alvinegro teve a segunda melhor marca de gols da primeira fase (21 marcados). Já o time goiano foi o que menos fez a alegria da torcida no período de classificação (11 gols feitos).

As defesas das duas equipes também tiverem desempenho bem diferentes. Enquanto o Ceilândia teve o melhor sistema do campeonato (apenas 7 gols tomados), o Formosa ficou com o péssimo 'prêmio' de ter sido o pior time classificado no quesito (15 gols sofridos.

Os dois times contam com destaques ofensivos que podem definir a parada. Pelo lado alvinegro, Formiga foi o diferencial. O jogador marcou cinco gols no Candangão e ajudou o clube a garantir a primeira posição e vantagem de dois empates no duelo. Cardoso, do Tsunami, também alcançou a mesma marca e é a esperança dos goianos na luta pela classificação.

O Ceilândia foi a equipe que teve menos dificuldades para vencer seu adversário das quartas de final no duelo válido pela primeira fase: 3x0, no estádio Abadião. Por ter tido um desempenho melhor na fase classificatória, o Gato Preto joga com a vantagem de dois empates para levar a vaga.


Equilíbrio. Essa deve ser a principal palavra para definir o confronto entre Sobradinho e Real. Os dois clubes fizeram campanha bastante parelha na primeira fase. Mas isso não significa que não existam pequenas diferenças que possam decidir o duelo. No quesito gols marcados, o Leão do Planalto leva a melhor: 14x11.

Para equilibrar ainda mais a disputa, o Leão da Serra foi mais eficiente na defesa: foram 11 gols tomados contra 13 do rival do domingo. Porém, no confronto entre os dois times na primeira fase, o melhor ataque foi realmente o ataque. Em jogo disputado no estádio Agostinho Lima, o Real venceu o Sobradinho por 1x0.

O artilheiro do Leão da Serra na primeira fase foi o atacante Michel Platini. com seis tentos anotados. Já o Real dividiu o protagonismo quando o assunto foi marcar gols: o atacante Daniel Guerreiro e o meia Baiano empataram com quatro bolas na rede cada. O Sobradinho joga por dois empates para se classificar.


Mais um duelo colocará opostos em campo. O Gama fez uma ótima primeira fase e garantiu o segundo lugar. Embora só tenha sido derrotado na última rodada, o Luziânia tropeçou em vários empates e classificou em sétimo lugar. O alviverde joga com a vantagem de dois resultados iguais para garantir a vaga nas semis.

No quesito gols marcados, melhor para o alviverde: foram 22 bolas na rede contra apenas 13 do rival azul. Já a defesa mais consistente foi a do time goiano, que tomou apenas 10 gols na primeira fase do Candangão. Contando com o pentacampeão Lúcio, o Gama foi vazado em onze oportunidades. No encontro entre as duas equipes na fase de grupos do torneio local, os dois times ficaram no empate, pelo placar de 0x0, no estádio Serra do Lago - mesmo palco do jogo de sábado.

O conjunto do Gama fez a diferença durante boa parte da temporada. Com o ataque pouco efetivo, coube aos jogadores que vinham de trás assumirem a responsabilidade de colocar a bola na rede. Prova disso é que dois volantes - que também atuaram como meias em algumas oportunidades - são os artilheiros do time: Robston e Tarta, com quatro gols cada. O artilheiro do Luziânia


Promessa de muitos gols! Essa é a tônica do duelo entre Brasiliense e Paracatu, times que contam com os dois maiores goleadores do Candangão de 2018. Porém, na primeira fase, um jogo contraditório: o Jacaré e a Águia mineira não conseguiram tirar o zero do placar do estádio Mané Garrincha.

O time mineiro precisou contar com o talento do atacante Paulo Renê para se classificar. No início do torneio, quando marcou seis gols, Renê chegou a ser o único jogador do time a balançar as redes. Agora, o artilheiro do campeonato local conta com oito gols. Pelo lado da equipe amarela, Nunes é o nome que mais coloca bolas na rede: foram seis tentos até o momento.

Prova da importância de Renê está no número de bolas na rede da Águia no Candangão: fora os oitos gols do artilheiro, o time balançou a rede apenas seis vezes, totalizando 14. Já o Brasiliense foi mais efetivo e viu seus jogadores marcarem 18 gols na fase classificatória.

A defesa também não foi um ponto forte dos dois times. O Paracatu, por exemplo, tomou 13 gols durante a primeira fase. O Jacaré teve um desempenho um pouco melhor: foi obrigado a buscar a bola no fundo da rede em nove oportunidades. Neste duelo, a vantagem dos empates é do Jacaré.

QUARTAS DE FINAL – IDA 
17/03/2018 (sábado)
Luziânia x Gama – Serra do Lago – 15h30
Paracatu x Brasiliense – Frei Norberto – 16h
18/03/2018 (domingo)
Real x Sobradinho – Bezerrão – 15h30
Formosa x Ceilândia – Diogão – 16h

QUARTAS DE FINAL – VOLTA
21/03/2018 (quarta-feira)
Brasiliense x Paracatu – Abadião – 15h30
Gama x Luziânia – Bezerrão – 20h30
22/03/2018 (quinta-feira)
Ceilândia x Formosa – Abadião – 15h30
Sobradinho x Real – Augustinho Lima – 15h30

Postar um comentário

0 Comentários