Mané volta à cena em 2018, mas finais do Candangão podem acontecer em outro estádio

Campeão duas vezes no local, o Brasiliense definiu o Mané Garrincha como casa para 2018 - Reprodução/Página Brasiliense

Final do Campeonato Candango de 2017: em 6 de maio, Brasiliense e Ceilândia fariam aquele que seria o último jogo no Estádio Nacional Mané Garrincha no ano em questão. Devido à proibição de venda de mando de campo em competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o estádio mais caro da Copa do Mundo de 2014 - custou R$ 1,6 bilhão - ficou exatamente 261 dias sem ver a cor da bola no gramado.

Em 2018, com o início do torneio local, a arena, enfim, voltou a ser utilizada para jogos oficiais de futebol. Nos primeiros 45 dias da temporada, o estádio do Distrito Federal recebeu oito partidas: sete do Brasiliense (cinco pelo Candangão, uma pela Copa do Brasil e uma pela Copa Verde) e uma do Flamengo (confronto contra o Nova Iguaçu pelo Campeonato Carioca.

A nota triste está relacionada ao público total das partidas realizadas no Mané Garrincha. Os 23.240 torcedores presentes ao longo da temporada seriam suficientes para ocupar apenas 31,92% da capacidade total do estádio, que é de 72.788. O jogo de maior público foi do Rubro-Negro Carioca, quando 16.088 flamenguistas estiveram presentes.

Em âmbito local, a partida de maior apelo foi o clássico entre Brasiliense e Gama, que recebeu 3.401 torcedores. O pior público foi a partida entre o Jacaré e o Bolamense, quando 283 pessoas compareceram ao estádio.

Finais do Candangão não tem local definido
Tradicionalmente realizadas no Mané Garrincha desde que a maior arena do Distrito Federal foi reinaugurada em 2013, as finais do Campeonato Candango de 2018 podem sofrer alterações. O regulamente da competição aponta que o estádio deveria ser o local dos dois jogos, marcados para acontecer em 30 de março e 7 de abril.

Porém, eventos privados podem melar o planejamento e mudar os duelos de palco. Entre os dias 18 e 23 de março, o estádio receberá o Fórum Mundial da Água. Devido ao desmonte de toda a estrutura do evento, o Mané Garrincha dificilmente estaria em condições de receber o primeiro jogo da final. No dia da segunda partida, a arena será palco do Sensation The Brazilan Tour, evento de música eletrônica que está marcado para o local desde dezembro.

A Secretaria de Turismo - responsável pelo Mané Garrincha - ofereceu outras três datas para os duelos finais do Candangão: 15, 28 e 29 de abril. A medida só seria possível caso Ceilândia e Brasiliense não cheguem a grande final, já que os dois times têm duelos agendados em 29 de abril pela Série D do Campeonato Brasileiro.

Com isso, o mais provável é que os duelos finais sejam realizados na casa dos dois finalistas, com o time de melhor campanha decidindo em seus domínios. Para que a decisão seja realizada nas datas previstas, a FFDF teria que modificar o regulamento e consultar a TV Globo, que detêm os direitos de transmissão. Até o momento, a Federação do DF indica os dois jogos da final com local "a definir". No regulamento, o local indicado ainda é o Mané Garrincha.

Brasileirão voltará a ter jogos vendidos
Em fevereiro, em reunião realizada na sede da CBF, os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro votaram no que seria permitido e proibido na próxima edição da liga nacional, que tem início programado para 15 de abril. Entre as pautas, estava se seria permitido a venda de jogos para outros estados do país.

A medida faria com que quatro dos doze palcos da Copa do Mundo ganhassem uma sobrevida na temporada, podendo receber jogos de times de outros estados durante a temporada de competições nacionais. No encontro, ficou definido que as equipes poderão vender até cinco mandos durante o Campeonato Brasileiro, desde que contem com a concordância do time visitante e da Federação do clube mandante.

No entanto, esse recurso não será permitido nas últimas cinco rodadas da competição - ou seja, da rodada número 34 para frente. Desta forma, os estados sem times na primeira divisão poderão receber jogos da Série A. Além do Mané Garrincha, a Arena Pantanal, em Cuiabá, a Arena da Amazônia, em Manaus, e a Arena das Dunas, em Natal, se encontram nessa situação e terão uma oportunidade de receber grandes times em 2018.

Jogos do Mané Garrincha em 2018
21/01/2018 - Brasiliense 1x2 Real - Público: 988
04/02/2018 - Flamengo 1x0 Nova Iguaçu - Público: 16.088
06/02/2018 - Brasiliense 1x1 Oeste - Público: 912
09/02/2018 - Brasiliense 2x1 Gama - Público: 3.401
14/02/2018 - Brasiliense 2x3 Atlético/ES - Público: 608
18/02/2018 - Brasiliense 3x0 Paranoá - Público: 568
21/02/2018 - Brasiliense 1x0 Bolamense - Público: 283
28/02/2018 - Brasiliense 0x0 Paracatu - Público:392

Postar um comentário

0 Comentários