Reinaldo fez o gol que deu vantagem ao time amarelo na final do Candangão. Foto: Rafaela Felicciano/site oficial Brasiliense
Brasiliense e Sobradinho deram início à decisão do título do Campeonato Candango de 2018 na tarde deste sábado no estádio Mané Garrincha e o time amarelo levou a melhor. Com gol de Reinaldo, o Jacaré venceu por 1x0 e agora joga pelo empate para levantar sua décima taça do torneio local no próximo sábado, no mesmo palco.

O primeiro tempo da partida foi bastante movimentando e as duas equipes mostravam bastante vontade dentro de campo. As melhores oportunidades do Leão da Serra foi logo aos 11 minutos, quando Everton bateu bem da ponta direita da área dando trabalho para o goleiro Edmar Sucuri. Aos 18 minutos, Platini subiu mais alto do que toda a defesa amarela, mas jogou para fora.

Depois, sob a batuta de Reinaldo e Filipe Cirne, o Brasiliense tomou conta das ações da partida e partiu para cima do time do Sobradinho. Aos 23 minutos, Gerson cobrou falta com maestria, mas o goleiro Michael estava bem colocado e pulou firme para jogar a pelota pela linha de fundo. Porém aos 25 minutos de jogo a dupla de ataque do Jacaré entrou em ação.

Filipe Cirne colocou uma bola com perfeição entre os zagueiros do Sobradinho deixando o atacante Reinaldo cara a cara com Michael. O camisa 11 do time amarelo não perdoou e bateu com categoria para colocar o time do técnico Aílton Ferraz na frente do marcador do estádio Mané Garrincha: 1x0.

O Jacaré ainda teve uma grande chance para aumentar a vantagem aos 32 minutos. Reinaldo recebeu dentro da grande área e o zagueiro Gustavo Rambo acertou em cheio a perna do atacante amarelo e o árbitro marcou pênalti para o Brasiliense. Nunes foi para a bola, mas bateu muito mal, mandando a pelota por cima do travessão do goleiro Michael. 

Aos 43, Reinaldo ainda teve mais um embate com o goleiro do Leão, mas dessa vez o camisa 12 dos visitantes levou a melhor e evitou o segundo gol amarelo. O time do Brasiliense ainda sofreu uma baixa aos 44, quando Filipe Cirne sentiu o ombro após sofrer falta e teve que deixar o gramado, sendo substituído por Zizu.

No início do segundo tempo, o panorama da partida ficou um pouco diferente. Precisando do resultado, o Leão da Serra começou apertando mais a equipe do Jacaré, porém, não conseguia transformar a vontade em oportunidades de gol. Mirandinha até chegou a balançar as redes do goleiro Edmar Sucuri, mas a arbitragem já havia parado o lance marcando irregularidade do jogador visitante. 

Aos 27 minutos, o Sobradinho teve sua melhor oportunidade na primeira partida da grande final. Dionatan fez ótimo cruzamento na área pela ponta esquerda do ataque. O artilheiro Michel Platini subiu mais alto do que toda a zaga amarela e cabeceou com firmeza. A bola, porém, explodiu na trave da equipe mandante.

Os visitantes continuavam em busca do gol que decretara a igualdade no placar. Aos 33, foi a vez do volante Geovane arriscar bem de fora da área e tira tinta da trave ao mandar a bola muito perto do gol do Brasiliense. Aos 37, mais uma boa chance: em outra finalização à distância, o Sobradinho assustou novamente o goleiro Sucuri. Platini ainda teve uma grande oportunidade nos acréscimos, mas a tarde não estava favorável ao Sobradinho.

  SOBRADINHO
  Michael; Everton, Igor, Gustavo Rambo e Dionatan; Dias, Gabriel, Geovane e João Manoel; Mirandinha e Michel Platini. 

  Técnico: Victor Santana


BRASILIENSE
Edmar Sucuri; Patrick, Welton Felipe, Wallace e Gerson; Radamés, Souza e Gabriel; Filipe Cirne, Reinaldo e Nunes.

Técnico: Aílton Ferraz